IRANI MARTINS
 "REFLEXÕES DE UM CORAÇÃO PENSANTE"
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks


    SONHOS DE MENINA
 
Quando a meninice em mim ainda era criança,
Os sonhos eram realizados no presente imediato,
Não havia longas esperas...
Pelos meus sonhos de menina,
 
Chegavam, ao menor descuido,
E numa distração quaisquer se iam.
Em uma virada de esquina,
Os olhos compravam outro sonho,
Um tiquinho só, mais colorido,
 
Quando a meninice em mim era criança,
Felicidade era um dia de riso fácil,
De Brincadeira inventada,
Somando, amigos, casa, calçada e rua,
O dia era uma grande alegria.
 
A menina que trago em mim,
Tem doces lembranças daquela criança,
Que tecia sonhos, sonhados possíveis,
E os criava na magia da vida.
 
Quando a menina em mim,
Era ainda uma criança,
Felicidade era o estouro de um balão.
Que assustando...
Explodia em risos de alegria,
E ecoava no vazio, contagiante!

Quando a meninice em mim era criança,
Sonhava em ser o que sou,
E hoje,
A mulher que mora em mim,
Caminha de volta à sua meninice,
Buscando sabedoria de criança,
Para realizar seus sonhos, sonhados, de menina,
Que adormeceram no seu coração adulto,
E agora sonha sonhos no futuro,
Tão difíceis de alcançar!
 
A menina que, ainda, trago em mim,
Tem doces lembranças daquela criança,
Que sabia sorrir e ser feliz,
Procurando alegria no céu,
E desenhos em nuvens de algodão.
 
Irani Martins

 
Irani Martins
Enviado por Irani Martins em 28/09/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

"SOU O QUE VEJO"

Irani Martins